elevator pitch

10 dicas de Elevator pitch: sua ideia em pouco tempo.

Aqui na MonkeyBusiness nós desenvolvemos apresentações de tudo quanto é jeito. Existem aquelas bem longas, em que o apresentador levará de 30 a 40 minutos para apresentar tudo. Outras mais curtas, onde 15 minutos são suficientes. Existem também as TEDTalks, que variam bastante, mas nunca passam de 18 minutos. E a Pecha Kucha, que fixou um formato de apresentação que compreende exatos 6 minutos e 40 segundos. Seja qual for o tempo disponível, o importante é que a mensagem seja transmitida com objetividade. E um dos mais interessantes é o Elevator Pitch.

Porém, ultimamente a questão do “tempo” tem sido um problema. Isso porque quase ninguém mais tem disponibilidade de sentar e prestar atenção no que você tem a dizer. Assim sendo, conquistar a atenção de alguém nos dias de hoje é dificílimo. Além de você não vai querer perder a chance de vender sua ideia/produto/projeto quando os olhos estiverem voltados pra você.

Mas e se esse momento for dentro de um elevador? É praticamente impossível pensar em um lugar mais inóspito do que um elevador para se fazer uma apresentação. Mas, por outro lado, uma vez que ele está em movimento, ninguém pode sair dali. Tá bom vai, a chance de isso acontecer é minúscula. No entanto, pensar em sua apresentação, ou Elevator Pitch, como se ela fosse ser feita enquanto o elevador vai do térreo ao 12º andar, pode ajudar muito na compreensão de quem o assiste.

Nos baseamos no conceito do “elevator pitch”, adaptamos para nossa realidade. E reunimos 10 dicas sobre como a sua apresentação pode (e muitas vezes, deve) ser apresentada em poucos minutos:

Apresentação Elevator Pitch

View more presentations from MonkeyBusiness

01. Seja sucinto

De acordo com a Wikipedia, o índice de tempo de atenção de um adulto gira em torno de 8 segundos. Praticamente nada, mas esses poucos segundos serão fundamentais para que a pessoa continue interessada no que você está dizendo.

02. Faça ganchos

Um gancho sempre irá fazer com que seus ouvintes se perguntem “o que vem por aí?” Ao gerar essa curiosidade, a chance de você responder a várias perguntas ao final da sua apresentação é bastante grande.

03. Fale de suas ideias, não de você

A menos que seja uma entrevista de emprego, o interesse de sua plateia está no que você tem a dizer sobre o seu projeto ou ideia. Só fale de detalhes pessoais se eles forem realmente relevantes para o assunto principal da sua apresentação.

04. Esqueça os mínimos detalhes

Esse é o momento de falar do projeto como um todo. Se você conseguir transmitir sua mensagem com objetividade, naturalmente as pessoas irão querer saber mais detalhes, e aí, com mais tempo, você poderá sanar todas as dúvidas e curiosidades.

05. Fale de forma simples

Nada de jargões corporativos, frases feitas ou palavras difíceis. Use termos condizentes com a sua apresentação: ninguém gosta de alguém que quer chamar a atenção sendo um dicionário ambulante.

06. Pratique

Essa pode parecer óbvia, mas existe muita gente que não se prepara para uma apresentação. Mesmo se o assunto estiver tinindo na sua cabeça, perca alguns minutos para olhar novamente seus slides e afiar ainda mais seu discurso.

07. Escreva seu discurso

Colocar as ideias no papel pode ser um ótimo treino para uma apresentação, pois isso demanda uma organização mental que muitas vezes perdemos ao falar. Mentalize e passe para o papel; você pode se surpreender com novas abordagens que podem surgir.

08. Revise seu material

Revise quantas vezes puder! Tudo por ir por água abaixo se você escrever alguma palavra errada ou se alguém duvidar de um número devido a uma falta de fonte. Enfim, erros simples podem chamar muita atenção e dispersar a audiência.

09. Contextualize

Contexto é tudo. Ele mostra o que aconteceu anteriormente e aponta possibilidades para o futuro. Isso facilita a recepção da mensagem pelo seu interlocutor.

10. Escute

Depois de falar, ouça o que as pessoas têm para lhe dizer. Muitas vezes, novas ideias podem surgir a partir dessa conversa. E o primeiro passo para isso é saber ouvir para poder usar posteriormente esse novo conhecimento, informação ou opinião.

Sua apresentação precisa de planejamento, roteiro e design em movimento: esse é o conceito de Motion Design da MonkeyBusiness

Para você que precisa de uma apresentação comercial encantadora e que faça essa reunião de negócios virar um primeiro encontro inesquecível, conte com a MonkeyBusiness. Nós somos especialistas em desenvolver apresentações profissionais. Começando no planejamento (entendendo o target, discurso, objetivo, mensagem e dificuldades do material). Passando pelo roteiro, te ajudando a colocar as informações mais importantes com a forma correta. Até o design e as animações dos slides com a técnica de Motion Design. Adicionando movimento e vídeos ao seu material para ele ser realmente inesquecível e se destacar dos demais. Veja também alguns exemplos de vídeos criativos no nosso canal no Youtube.


Rumo ao futuro

O futuro das apresentações: as suas estão alinhadas com ele?

O futuro das apresentações: as suas estão alinhadas com ele? Isso quer dizer: você pensa o seu material, o cria e apresenta de acordo com as tendências do futuro?

Estamos acostumados a escrever, falar e pensar apresentações. A MonkeyBusiness está no mercado há quase dois anos e meio. E nesse tempo todo nos dedicamos totalmente a eles. E podemos dizer que acompanhamos (e em alguns casos atuamos em) grandes e positivas mudanças nessa mídia. Mas sentimos e podemos prever, mesmo que vagamente, que maiores mudanças ainda estão por vir. Vamos falar de algumas a seguir. São mudanças comportamentais e tecnológicas que valem a pena serem consideradas. Afinal, estar alinhado com o futuro das apresentações pode ser muito certeiro para você e sua carreira

A revolução das Tablets.

Inicialmente, podemos comparar a invasão das tablets com a introdução dos Pcs na nossa vida doméstica (guardadas as devidas proporções). Elas estão mudando o jeito de nos relacionarmos no ambiente corporativo, principalmente pela sua facilidade de manuseio e seu conteúdo imersivo. Assim, hoje vemos iPads viajando em torno de uma mesa de reuniões como blocos de anotações o fizeram antigamente.

Um estudo recente da GFK indica que 57% dos brasileiros querem comprar um Ipad. E isso pode querer dizer muito para o futuro das apresentações.

Mas fazer uma apresentação nesses dispositivos requer um novo cuidado. Um cuidado de roteiro e direção de arte para gerar o que os americanos chamam de uma “experiência imersiva”.

Enfim, as novas apresentações para tablets são curtas, rápidas, objetivas e se aproveitam da linguagem de videoclipe, para que quem segure o tablet veja o que você quer dizer rapidamente. E seja encantado pela mensagem.

Tablets podem ser uma faca de dois gumes. Ela tem potencial de ajudar na sua apresentação, mas também é um meio de escape caso os seus argumentos sejam desinteressantes. Em alguns segundos o seu público estará no Twitter ou vendo fotos no Facebook. Como diria Jon Rosenfeld, diretor de criação da Boom Chicago: “fenômenos como o twitter e o facebook mudaram a forma como as pessoas ignoram os palestrantes.”

Portanto, cuidado de conteúdo, roteiro e principalmente estético são vitais para o sucesso de uma apresentação em tablets. Mas isso é só o começo. As tablets ainda reservam muitas novidades para seus usuários.


Verdade e autenticidade.

A verdade, a autenticidade ganhou o espaço do cool. Afinal, quando vamos ver uma apresentação, queremos ver histórias, momentos, verdades. Os personagens perderam lugar, os pseudo-super-heróis também. O novo palestrante acerta e erra, mas sabe como contar suas histórias (bem sucedidas ou não) com maestria, e passar a sua mensagem junto delas.

Conhecer o seu conteúdo e principalmente, se conhecer, fazem toda a diferença na hora de ser você mesmo. E é você mesmo que a audiência quer ver.


Customização.

Esse tópico pode funcionar como um subtópico da questão dois: verdade e autenticidade. A melhor forma de você alcançar esses atributos é participar ativamente da sua apresentação. Você não precisa efetivamente fazê-la, mas acompanha-la. Quanto mais próximo o seu material estiver de você, mais alinhado ele estará com o que vemos para o futuro das apresentações.

Pode parecer obvio, mas o que mais vemos são terceiros acompanhando o passo-a-passo das apresentações de pessoas que somente escolheram o conteúdo, mas só vão conhecer a sua apresentação feita pela MonkeyBusiness pouco tempo antes da sua execução. Não podemos afirmar que a prática está errada, mesmo por que ela vem dando certo. Mas ela tem suas escorregadas.

É importante que o apresentador dê o seu toque na apresentação. Escolha a maneira que mais lhe agrada para passar uma informação, ou até mesmo uma piada de descontração. Tem que ser ele mesmo. Genuinamente ele mesmo. E a apresentação tem que ser pensada para ele. Só assim ela será natural e obterá sucesso absoluto com a sua platéia.

Acredito que rumamos para uma maior naturalidade e excelência na produção de apresentações. Menos decoreba, menos textos prontos, menos fichas. As apresentações serão mais autênticas, mais naturais. O palestrante realmente conhece o seu conteúdo. A apresentação encanta, emociona, transmite idéias sem precisar de fórceps. Assim ganharemos mais bate-papos, menos discursos robóticos. Enfim, mais imagem, menos cliparts.

Concluindo: Cada vez menos pessoas vão se dispor a assistir a uma apresentação mal construída. E quando digo apresentação mal construída, quero dizer com falta de cuidados tanto de conteúdo, como de roteiro e de visual. Assim, O tempo está cada vez mais escasso. E considerando todas as mudanças, tecnológicas ou não, a base de todo esse movimento de mudança é clara. A tolerância do público para o PowerPoint ruim tende a diminuir cada vez mais.

Sua apresentação precisa de planejamento, roteiro e design em movimento: esse é o conceito de Motion Design da MonkeyBusiness

Para você que precisa de uma apresentação comercial encantadora e que faça essa reunião de negócios virar um primeiro encontro inesquecível, conte com a MonkeyBusiness. Nós somos especialistas em desenvolver apresentações profissionais. Começando no planejamento (entendendo o target, discurso, objetivo, mensagem e dificuldades do material). Passando pelo roteiro, te ajudando a colocar as informações mais importantes com a forma correta. Até o design e as animações dos slides com a técnica de Motion Design. Adicionando movimento e vídeos ao seu material para ele ser realmente inesquecível e se destacar dos demais. Veja também alguns exemplos de vídeos criativos no nosso canal no Youtube.


Conheça o Google Zeitgeist Minds

Conheça o Google Zeitgeist Minds - o TED do Google

Google Zeitgeist Minds: um dos festivais de ideias e apresentações criativas mais legais que conhecemos. Veja um pouco mais aqui:

Incialmente conhecido também como o TED do Google (o modelo é bastante parecido), apresentamos o Google Zeitgeist Minds (Grandes Mentes de Nosso Tempo). Grande evento que convida grandes pensadores (do mundos dos negócios, humanitários, inventores, blogueiros, escritores, músicos, estadistas e acadêmicos), para debater temas que afetam o mundo. O bacana é que, além das apresentações, o evento também tem espaço para debates. Assim como para interação com o público (diferente do TED). Então, as discussões acabam contribuindo com o desenrolar do assunto, deixando o mais interessante e próximo.

Conheça o Google Zeitgeist Minds

Já são 91 vídeos e a participação 185 convidados. Incluindo com nomes do mundo da internet como Tim Berners-Lee e Tim O’Reilly. Dos negócios como Ted Turner e Carlos Slim. Da publicidade como Alex Bogusky e John Hegarty e dos brasileiros Gilberto Gil e o chefe da tribo Surui, Almir Narayamoga Surui.

No site oficial do evento (aqui) você pode ver todos os vídeos das discussões que aconteceram até agora. E vídeos novos são "upados" rapidamente. Assim, se você gostou do projeto, acesse sempre para ficar por dentro das novidades. Portanto, vale a pena estar próximo de projetos como esse. Afinal, eles nos ajudam a criar melhor, aguçam nossa criatividade e para nós da MonkeyBusiness que trabalhamos com apresentações profissionais e vídeos, é essencial para guiarmos nossas ideias para os lugares certos.

Concluindo: Para você que busca ou quer fazer apresentações profissionais no mesmo nível do Google Zeitgeist Minds conte com a MonkeyBusiness. Somos uma agência de apresentações e vídeos criativos. E temos uma metodologia de planejamento, roteiro e design de apresentações que vai te ajudar a passar mensagens de uma maneira mais criativa, inteligente e impactante. Portanto, entre no nosso site (aqui) e veja o que podemos fazer por você, sua apresentação, e sua audiência.

Sua apresentação precisa de planejamento, roteiro e design em movimento: esse é o conceito de Motion Design da MonkeyBusiness

Para você que precisa de uma apresentação comercial encantadora e que faça essa reunião de negócios virar um primeiro encontro inesquecível, conte com a MonkeyBusiness. Nós somos especialistas em desenvolver apresentações criativas. Começando no planejamento (entendendo o target, discurso, objetivo, mensagem e dificuldades do material). Passando pelo roteiro, te ajudando a colocar as informações mais importantes com a forma correta. Até o design e as animações dos slides com a técnica de Motion Design. Adicionando movimento e vídeos ao seu material para ele ser realmente inesquecível e se destacar dos demais. Veja também alguns exemplos de vídeos criativos no nosso canal no Youtube.


7 tipos de apresentações a se evitar

7 tipos de apresentações a se evitar. Você faz alguma delas?

Olhando alguns sites sobre apresentação na internet, achei esse artigo sobre as sete apresentações a se evitar da americana Olivia Mitchell. Achei bem legal as colocações. E resolvi dar uma abrasileirada em alguns termos. Assim, traduzir outros, e aproveitar para colocar algumas experiências que vivemos aqui na MonkeyBusiness. Afinal, criamos diversas apresentações por dia, para os mais diversos e variados clientes. Ninguém melhor que nós, uma agência de apresentações, para postar um artigo desses.

O mais legal é que a todos nós já passamos por alguns desses erros e talvez nem percebemos. Mas vale a pena dar uma olhada:

01. Apresentação “Aproveita Para Falar Tudo De Tudo”

4_internas_1
Apresentações dentro desse erro acabam sobrecarregando o público. E não passam a mensagem que você quer da melhor maneira possível.

Apresentações são uma das piores mídias para você tentar transmitir o maior número de mensagens. Isso por que o seu público não tem controle do processo. Assim, ele não pode pausar a apresentação, acelerar, parar ela para pensar sobre o que foi dito e retomar depois.
Portanto, chega a ser uma covardia tentar empurrar tanta informação num público que não tem muita escolha.

02. Apresentação " O Apanhado"

4_internas_2
A apresentação “O apanhado” é quando o apresentador tem diversos pontos que ele quer falar. E não necessariamente eles têm alguma conexão entre si. É parecido com pegar o filho na escola e ouvir ele contar as 12 aulas que teve, todas de uma vez ao mesmo tempo agora.

A solução para esse tipo de apresentação é planeja-la em torno de uma mensagem-chave. De forma que lhe proporcione foco. Assim sendo, pense em qual mensagem você espera que o seu público leve com ele. E desenvolva seus argumentos em torno dela.

03. Apresentação "Lista De Mercado"

4_internas_3
Distribuidos em bulletpoints e nenhuma (ou pouca) explicação entre eles. Pode ser organizado, mas é legal saber dosar o número de bulletpoints com: histórias, estudos de caso, endossos, metáforas ou analogias. Para dar uma “quebrada” na motonia do mar de bulletpoints.

Depois de algum tempo afundado no mar de bulletpoints, o público começa a deixar passar informações. Por que afinal, ninguém aguenta essa morosidade por muito tempo.

04. Apresentação "Da Vovó"

4_internas_4
Essa é o oposto da apresentação da "lista de mercado". A apresentação é cheia de histórias, trocadilhos inteligentes, piadas, estatísticas chocantes, e metáforas. É muito divertido e cativante - mas uma hora depois, quando você tentar descobrir o que você aprendeu, não chegará a uma conclusão exata.

Histórias e metáfora servem para “azeitar” uma apresentação. Ilustrar idéias, descontrair, quebrar o gelo, etc. Mas não podem ser o centro, o objetivo dela. Lembre-se que tanto o apresentador quanto o público estão lá por um motivo, e não é puro entretenimento.
Aqui na Monkey nós usamos histórias e metáforas em algumas apresentações, mas sempre tendo o cuidado de valorizar a mensagem principal.

05. Apresentação “Bomba Relógio”

4_internas_5
Muitas vezes a corrida contra o tempo não é culpa do espaço dado ao apresentador, ou ao tema, e sim do planejamento. Nós da MonkeyBusiness já criamos diversas apresentações para TEDs. Nelas o palestrante tem uma média de 5 minutos para falar. Assim, podemos afirmar: Sim meus caros, é possível. Porém, requer planejamento.

O que acontece é que, de repente, o palestrante se dá conta de que não terá tempo para cobrir tudo o que planejava. E começa a corrida contra o tempo! A cada dois minutos, ele diz coisas como:

"Eu só vou passar por isso rapidamente"
"Se der tempo, falo mais sobre esse assunto "
"Eu gostaria de ter mais tempo para falar sobre isso."

Conclusão: ensaiar e tempo de sua apresentação. Tente prever onde encaixar piadas, comentários, etc. E pense quanto tempo levará para cada slide. E procure não passar a afobação para o público.

06. Apresentação “Stephen King”

4_internas_6
É aquela quando o apresentador cria uma expectativa para o objetivo da palestra e a traz de volta, várias vezes, até o fim. Às vezes isso pode funcionar. No entanto ela precisa ser cuidadosamente planejada, para não ficar chato. E só cabe um “mistério” se o tema deixar. Se a conclusão realmente for surpreender. Se existe a possibilidade de concluirmos algo fora dos padrões.

Dica: É mais didático colocar a sua conclusão na abertura da apresentação. Começando com a sua conclusão, Você deixa claro o objetivo da palestra e depois descorre as suas defesas e explicações sobre o tema. Enfim, caso precise de um mistério, pode apenas indicar um caminho da conclusão no começo, deixando o resultado para o final.

07. Apresentação “Taxiadora”

4_internas_7
Imagine que uma apresentação é viagem de avião. Na apresentação ideal, você fica no ar pouco tempo, porém o suficiente para criar um climax. Mas alguns apresentadores gastam tanto tempo com background, Metodologia, Quem Somos, Missão, Visão e Valores, que elas nunca decolam e o público nunca é levado em algum lugar.

É como um avião que taxia, taxia, e não decola. Sabemos que em alguns casos, essa “preparação” com Background é necessária, mas entendamos que ele não deve passar de uma breve introdução.

Sua apresentação precisa de planejamento, roteiro e design em movimento: esse é o conceito de Motion Design da MonkeyBusiness

Para você que precisa de uma apresentação comercial encantadora e que faça essa reunião de negócios virar um primeiro encontro inesquecível, conte com a MonkeyBusiness. Nós somos especialistas em desenvolver apresentações profissionais. Começando no planejamento (entendendo o target, discurso, objetivo, mensagem e dificuldades do material). Passando pelo roteiro, te ajudando a colocar as informações mais importantes com a forma correta. Até o design e as animações dos slides com a técnica de Motion Design. Adicionando movimento e vídeos ao seu material para ele ser realmente inesquecível e se destacar dos demais. Veja também alguns exemplos de vídeos criativos no nosso canal no Youtube.


Jon Rosenfeld no Picnic 2010

Jon Rosenfeld sobre apresentações no Picnic 2010

Talvez a frase mais comentada do Picnic 2010 tenha sido essa acima, do Jon Rosenfeld.
E acredito que tenha sido a mais comentada por que além de engraçada, é a mais pura realidade.

4_internas_11

Já é de senso comum que somos impactados por milhares de mensagens por dia. E isso nos torna cada dia mais seletivos. Assim, essa "seleção natural das mensagens" fica ligada o dia todo, em todos os eventos que participamos. E apresentações estão incluídas neles. Por que não? A responsabilidade da atenção passou da platéia ao palestrante há muito tempo, e a ele cabe a missão de conduzir sua apresentação de maneira que o interesse do público não se dissipe por ai.

É brilhante por que qualquer um com um dispositivo mobile pode se ausentar da sala tão (ou mais) facilmente que os ninjas faziam com a mente sob tortura. E muitas vezes, apresentações são uma tortura. No entanto, nem tudo está perdido meu caro Jon Rosenfeld. A MonkeyBusiness está aqui para te ajudar. Tanto para segurar a atenção da platéia, como para garantir a transmissão das suas idéias. Afinal, somos especialistas em apresentações.

Um pouco sobre o Picnic (por eles mesmos):

O nome PICNIC representa um encontro de velhos e novos amigos. Portanto, é onde cada um traz algo para a mesa. Assim, pessoas de diversas origens vêm para trocar idéias e insights em uma atmosfera informal. Enfim, é uma chance para tentar coisas novas e expor as idéias fora de sua área de especialização. Concluindo: compartilhar, discutir, colaborar e sair com uma nova perspectiva sobre o que é possível.

Sua apresentação precisa de planejamento, roteiro e design em movimento: esse é o conceito de Motion Design da MonkeyBusiness

Para você que precisa de uma apresentação comercial encantadora e que faça essa reunião de negócios virar um primeiro encontro inesquecível, conte com a MonkeyBusiness. Nós somos especialistas em desenvolver apresentações profissionais. Começando no planejamento (entendendo o target, discurso, objetivo, mensagem e dificuldades do material). Passando pelo roteiro, te ajudando a colocar as informações mais importantes com a forma correta. Até o design e as animações dos slides com a técnica de Motion Design. Adicionando movimento e vídeos ao seu material para ele ser realmente inesquecível e se destacar dos demais. Veja também alguns exemplos de vídeos criativos no nosso canal no Youtube.


Exército Americano contra o PowerPoint.

Exército Americano declara guerra ao PowerPoint

O exército americano descobriu um novo inimigo. E este não está escondido nas profundas cavernas do Afeganistão, nem em um buraco dos fundos de uma fazenda no interior do Iraque. Ele vive nos computadores da grande maioria dos mortais: O PowerPoint. A saga começa com a divulgação do slide abaizo. Quando o general McChrystal o viu, brincou: “Quando nós entendermos esse slide, nós vamos ganhar a guerra”.

4_internas_1

O comando do exército justificou qual seria o grande problema do software: “os slides criam uma falsa ilusão de entender o todo e a ilusão de se ter controle sobre ele – porque alguns problemas do mundo não são ”bullet-izáveis”. A dependência do software é tão grande que os cadetes inciantes do exército sãoapelidados  de “Powerpoint Rangers” (acho que lá eles seguem a mesma regra daqui: deixar as apresentações com o estagiário) e alguns generais até já proibiram o uso das apresentações em suas unidades por acharem que “Powerpoint make us stupid”.

Nossa visão sobre o ataque ao Powerpoint

Na visão da MonkeyBusiness, temos ai uma situação que potencializa o que acontece o dia inteiro em diversos lugares: Pessoas que apenas sabem usar o software (e suas ferramentas), mas não sabem criar apresentações. E a diferença entre saber fazer um ou outro é abissal. Quem sabe criar uma apresentação, cria no papel, na lousa, na parede, no guardanapo do boteco, em qualquer lugar. Quem tem apenas a ferramenta se perde.

Realmente, o slide-infográfico do qual o General McChrystal se referiu é incompreensível. No entanto, não pensem eles que isso é uma exclusividade do exército americano. Afinal, vimos esse tipo de dificuldade aqui na MonkeyBusiness com uma certa frequência, e ela é legítima. Enfim, nem todos tem a obrigação de saber criar boas apresentações, infográficos bem explicados, com bom design e direção de arte.

Concluindo: O profissional deve entender do seu mercado, do seu produto e todas as variáveis que o cercam. No caso, o soldado sabe sobre os detalhes da guerra. Agora, como colocar isso de uma maneira didática, bem distribuída, em slides que passem a informação com clareza e sem entropia, é um outro passo.

Não conseguiu fazer um bom infográfico?

Então paga 20 flexões de braço e contrata a MonkeyBusiness.

Sua apresentação precisa de planejamento, roteiro e design em movimento: esse é o conceito de Motion Design da MonkeyBusiness

Para você que precisa de uma apresentação comercial encantadora e que faça essa reunião de negócios virar um primeiro encontro inesquecível, conte com a MonkeyBusiness. Nós somos especialistas em desenvolver apresentações profissionais. Começando no planejamento (entendendo o target, discurso, objetivo, mensagem e dificuldades do material). Passando pelo roteiro, te ajudando a colocar as informações mais importantes com a forma correta. Até o design e as animações dos slides com a técnica de Motion Design. Adicionando movimento e vídeos ao seu material para ele ser realmente inesquecível e se destacar dos demais. Veja também alguns exemplos de vídeos criativos no nosso canal no Youtube.